Comprar Criptomoedas
Pague com
Mercados
NFT
New
Transferências
English
USD

Porque você não deveria holdar tokens alavancados a longo prazo

2021-05-31

Os tokens alavancados costumam ser os produtos mais incompreendidos da indústria das criptomoedas. Esses tokens são basicamente fundos que usam derivativos e alavancagem para amplificar os retornos de uma ativo subjacente. Normalmente, um token alavancado oferece um multiplicador de um índice ou um retorno diário de um ativo específico. Por exemplo, um 3x Long BTC irá gerar o triplo dos retornos diários do Bitcoin. 

Muitos traders ficam confusos quando o desempenho de um token não corresponde ao seu respectivo índice. Este artigo deve analisar os motivos pelos quais o desempenho dos tokens alavancados podem variar com o tempo e porque não são uma aposta a longo prazo.

Como os tokens alavancados performam quando são mantidos por mais de um dia?

Os tokens alavancados são feitos para multiplicar o retorno diário do ativo subjacente. O principal componente a ser lembrado é o DIÁRIO. O fator de alavancagem de um token será redefinido todos os dias. Como resultado, o desempenho de um token e seu ativo subjacente pode variar a longo prazo.

Embora a comparação dos retornos diários e totais possa parecer ordinário, a matemática por trás deles tem um contraste diferente. Por exemplo, mesmo um portfólio não alavancado que perde 10% em um dia, não seria capaz de ficar no zero a zero com um simples aumento de 10% no dia seguinte. Um investimento de U$100 que perde 10% em um dia vale U$90 no final do dia. Mas se o preço subir 10% no segundo dia, um aumento de 10% de U$90, o preço sobe para U$99. Claramente, a matemática não correspondeu ao que você esperava.

Dessa forma, no caso de perdas, um portfólio precisa de um retorno maior do que a perda para ficar no zero a zero. O gráfico abaixo mostra a taxa de retorno subsequente necessária para zerar as perdas em vários níveis de perdas em seu portfólio.

Conforme mostrado, quanto maior a perda no portfólio, maior deve ser o retorno necessário para se recuperar. Com tokens alavancados, essa deterioração ocorre regularmente. Assim, quando um fundo é alavancado, a deterioração é ampliada

Vamos considerar um exemplo de porque tokens alavancados nem sempre funcionam da forma esperada.

Aqui temos um exemplo hipotético de um token 3x Long Btc, com o índice do Bitcoin tendo como valor inicial U$100 e o NAV do token iniciando também a U$100.

Suponhamos que o índice do Bitcoin caiu em 10% no 1º Dia. Isso significa que o índice fechou em U$90, enquanto o token fechou a U$70. Até aqui tudo tranquilo, correto?

No 2º Dia, o índice do Bitcoin se recupera em 15% e o índice termina em U$103,50. Neste ponto, o índice é 3,5% maior do que seu valor inicial. 

Considerando isso, você esperaria que o token 3x fechasse em U$110,50, ou 10,5% a mais que o seu valor inicial, ou seja, três vezes o retorno do índice médio de dois dias de 3,5%.

Na verdade, o token fechou em U$101,50, ou apenas 1,5% a mais do que seu valor inicial. A explicação para isso é que o token alavancado multiplicou o retorno regular do índice subjacente por 3x a 45% (3x 15%). Isso aumenta seu NAV de U$70 para U$101,50.

Agora, vamos assumir que no 3º Dia, nosso índice hipotético do Bitcoin caia 5% para U$98,33. Em uma base cumulativa, 1,7% a menos do que seu valor inicial.

Você pode presumir uma de duas coisas: 

1) como a variação do índice líquido nos três dias é igual a 0%, nosso token se recuperará para U$100; ou 

2) que o nosso token fechará a U$94,90, ou seja, três vezes o retorno médio do índice dos três dias de -1,7%. 

No entanto, as duas conclusões estão erradas. Na verdade, o token alavancado cairia para U$86,28, o que é 3x de -5%, em que 5% é o índice de retorno do 3º Dia. No geral, o token caiu 13,7% nos três dias.

Se a matemática é confusa, o gráfico visual abaixo irá ilustrar as mudanças diárias de preço do índice e do token durante o período.

Impacto do rebalanceamento diário

Muitos investidores ignoram o fato de que os tokens alavancados são reequilibrados diariamente. O rebalanceamento regular aumenta ou reduz a exposição e mantém o objetivo do fundo. Conforme o fundo diminui sua exposição ao índice, ele vende posições no mercado de derivativos ao bloquear as perdas, levando a uma base de ativos mais baixa. Com o passar do tempo, essa deterioração irá influenciar no investimento original dos que investem no token.

Posto que a alavancagem precisa ser redefinida diariamente, a volatilidade é seu maior inimigo. Isso pode soar contrário à opinião comum.

A volatilidade é o melhor amigo do trader na maioria das circunstâncias. Mas com tokens alavancados, definitivamente não é o caso. A volatilidade pode potencialmente esmagar você. Isso porque os efeitos crescentes dos retornos diários vão levá-lo a um resultado matemático inesperado.

Quanto maior a volatilidade do índice/ativo subjacente, maior será a perda do valor do token com o passar do tempo, mesmo se o benchmark estiver equilibrado no final do ano. Caso o índice suba ou desça drasticamente no decorrer do tempo, e você compre e mantenha um token alavancado, ele poderá acabar perdendo um valor considerável com o tempo.

O composto funciona nos dois sentidos - para baixo e para cima. Com alguma análise, você descobrirá que alguns tokens de alta e de baixa que acompanham o mesmo índice tiveram um mau desempenho no mesmo período de tempo. Isso pode ser muito confuso para um trader, pois eles não entendem como um token performa do jeito que fazem.

Vamos comparar os retornos acumulados de três títulos em um período de 3 meses de 6 de julho até 6 de outubro de 2020:BTC/USDT (em Azul), 3x BULL (em Laranja) e 3x BEAR (em Cinza).

Como visto, os retornos acumulados em Bitcoin neste período foram voláteis e limitados a uma faixa, o que é o pior cenário para um token alavancado. O retorno total do Bitcoin de 6 de julho até 6 de outubro foi de 13,4%. Seu token correspondente de 3x BULL realizou mal em comparação, com rendimento de apenas 2,1%. Enquanto isso, o token 3x BEAR perdeu quase 50% no mesmo período.

Este exemplo da vida real mostra claramente porque os tokens alavancados não são um investimento de longo prazo. Isso demonstra como o rebalanceamento e a alavancagem do dia a dia podem desencadear variações de desempenho ao longo do tempo. Como resultado, os tokens alavancados não podem rastrear de perto seu ativo subjacente em algumas condições.

3 regras para trading de tokens alavancados1ª Regra: Utilize tokens alavancados para trades de curto prazo. Se você holdar tokens alavancados por muito tempo, estará lutando contra os impactos negativos do rebalanceamento diário do token, impactando seus retornos e desempenho.

2ª Regra: Concentre-se nos mercados que apresentam tendências acentuadas. Os tokens alavancados performam melhor em mercados onde há fortes tendências de impulso. Certifique-se de que esses fatores estão a seu favor para aumentar a probabilidade de lucro no seu trade. 

3ª Regra: Utilize tokens alavancados para complementar a exposição em seu portfólio. Os tokens alavancados não substituem os ativos mantidos no mercado spot. No entanto, eles fornecem opções adicionais para trades ganharem mais exposição e lucro nas tendências de curto prazo.

 Não há nada de errado em tokens alavancados se segurados nas mãos certas. Você precisa entender como os tokens alavancados funcionam para poder usar as ferramentas certas neste trabalho. Os tokens alavancados podem ser muito poderosos em trading de curto prazo, mas você precisa ter cuidado ao holdar esses tokens por um longo período de tempo.