Compre Cripto
Pagar com
Mercados
NFT
Feed
Downloads
English
USD

5 dicas de como se livrar dos preceitos financeiros

2022-05-30

A maioria das pessoas que hoje investem já escutaram coisas do tipo: “dinheiro não é importante” ou pior, “se você nasceu pobre, vai morrer pobre”. O problema é que, quando incorporamos esses preceitos financeiros em nossas vidas, seja de forma consciente ou não, criamos crenças limitantes que nos impedem de prosperar.

Precisamos nos libertar de tais preceitos para conseguir a nossa liberdade financeira. Nos educar quanto ao nosso real potencial e como pessoas empreendedoras. Por isso, mudar o nosso mindset e deixar de escutar opiniões que nos limitam é um fator indispensável para isso, mas nem sempre é fácil. Até mesmo porque essas falas, muitas vezes, vêm de pessoas próximas com as quais convivemos.

Caso tenha escutado algo parecido alguma vez na vida, confira o nosso artigo. Nele vamos desconstruir alguns preceitos financeiros limitantes e te dar algumas dicas para superá-los sem traumas.

Os preceitos financeiros que sempre encontramos pelo caminho

Independentemente do seu nível de conhecimento ou experiência no mercado financeiro, provavelmente você já escutou algum desincentivo em forma de conselho, não é mesmo? Eles são bem fáceis de identificar. Geralmente acontecem quando traçamos e esquematizamos sonhos e planos para mudar a nossa vida ou conseguir algo. Daí alguém chega e te dá um banho de água fria. Com a melhor das intenções, é claro!

Quando absorvemos essas ações e falas de terceiros e deixamos que ela nos impacte de alguma forma, estamos criando preceitos financeiros. E o pior, limitantes. Não se engane, é sim uma forma de autossabotagem. Podemos defini-los como crenças e formas de pensar que não nos deixam concluir algo importante para nós, como terminar uma faculdade, iniciar um negócio ou realizar investimentos.

Acha que não tem crença internalizada? Faça um exercício: pare e tente se lembrar de toda e qualquer frase relacionada a investimentos, riqueza ou dinheiro que escutou em sua casa, na faculdade, no trabalho ou até mesmo em uma mesa de bar. Caso elas tenham sido negativas ou pouco estimulantes, como você reagiu? Foi pra cima ou deu um passo para trás?

A seguir, vamos apresentar alguns dos principais preceitos financeiros que podemos encontrar pelo caminho. Identifique-os e não deixe se abalar. 

Dinheiro não traz felicidade

Até dá para achar que dinheiro não traz felicidade, mas ele vai ajudar a encontrá-la ou mantê-la de alguma forma. Com ele é possível tirar um sonho seu ou de alguém que você ama do papel. Conseguir mais tranquilidade na hora de dormir ao saber que suas contas estão em dia e a sua família segura. A felicidade não é algo dado e único, ela é composta por diversos elementos.

Uma forma de exemplificar o impacto que o dinheiro pode ter em nosso dia a dia é por meio da pirâmide de Maslow, também chamada de hierarquia das necessidades humanas. Ela é uma abordagem psicológica do comportamento dos indivíduos perante suas carências.

Nela, os indivíduos podem apresentar 5 níveis de satisfação hierarquicamente sobrepostos, do mais básico (fisiológico), até o mais complexo (de realização pessoal). São eles:

  1. fisiológico: comida, água, descanso, abrigo, moradia;

  2. de segurança: segurança física e da família, saúde;

  3. social: amor, amizade, convívio social, família, comunidade, senso de pertencimento;

  4. de estima: reconhecimento, status, autoestima;

  5. de realização pessoal: desenvolvimento pessoal, criatividade, talento, hobbies, etc. 

Talvez a pessoa que disse que dinheiro não traz felicidade pode ter chegado ao topo de suas realizações pessoais, mas e você? Do que precisa? Não dá para negar que a riqueza pode resolver necessidades, principalmente fisiológicas e de segurança. Pense nela como uma ferramenta para chegar à felicidade e não como um bem material.

Investir é coisa de rico

Esse preceito comum tem uma origem bem simples, o medo, o desconhecimento e a falta de instrução da nossa sociedade sobre investimentos, educação financeira e economia. Investir não é coisa de rico, mas sim uma forma de mudar a própria realidade, seja ela qual for.

Hoje é possível começar a investir com apenas R$ 50,00. O preço de algumas cervejas, um cineminha ou aquele fast-food que você adora, mas só faz te mal.

Dinheiro é sujo

É importante ressaltar que o dinheiro serve para conseguir algo caro ou estimado por nós. Existem sim formas ilegais e antiéticas de consegui-lo, mas o investimento não é um deles. Algumas pessoas também podem fazer esse tipo de colocação, caracterizando-o como um bem terreno e impuro. Isso acontece porque muitas das crenças que absorvemos desde a infância têm influências culturais, e até mesmo religiosas.

Antes de absorver tais pensamentos equivocados sobre dinheiro, tente descobrir se não está utilizando-os como escudo para o seu medo de investir e prosperar financeiramente. Não há vergonha nenhuma em ser estável financeiramente e ter patrimônio. 

Só se vive uma vez

Sim, é verdade, mas isso não deve ser uma desculpa para você gastar como se não houvesse amanhã e não buscar formas de viver melhor. É possível sim usufruir de lazer, entretenimento, realizar sonhos, viagens e investir ao mesmo tempo. Uma boa dica para isso é criar um fundo de diversão pessoal.

Pense que a expectativa de vida aumenta cada vez mais. O que vai fazer se não planejar seu futuro? Preceitos financeiros limitantes como esses só servem para atrasar seus planos. Se coloque em primeiro lugar, antes da opinião dos outros, e de realidades que não precisam ser aplicadas a você.

As 5 dicas para se livrar desses preceitos financeiros que só atrapalham

Não vá pelo caminho mais difícil: você pode se desprender de tais ideais com alguns passos simples. Como qualquer coisa na vida, prosperar em seus investimentos e conseguir a sonhada liberdade financeira pode não ser fácil, mas é possível. Conheça algumas dicas.

1 . Crie uma consciência financeira

Ter consciência da importância do dinheiro em nossas vidas é o primeiro passo. Querendo ou não, tudo gira em torno dele, suas necessidades pessoais, familiares, realizações pessoais e por aí vai. Busque pensar em suas finanças, e da sua família, de forma proativa e positiva. Converse com sua esposa, filhos, inclua-os em seus planos e tente expor o impacto disso tudo a longo prazo na realidade deles também.

 2 . Foque nos benefícios futuros

Pense a longo prazo. Deixe de buscar o dinheiro apenas para resolver necessidades momentâneas. Por mais que precise abdicar de alguma coisa que quer muito no momento, imagine o impacto dos benefícios futuros, como viagens, aposentadoria, independência financeira, segurança econômica, saúde e qualidade de vida.

3 . Busque conhecimento

Tudo em nossa vida exige aprimoramento constante, não é mesmo? Profissão, desenvolvimento pessoal, emocional, social etc. Com a sua experiência financeira não é diferente.

Busque o conhecimento que não tem no momento. Leia artigos sobre o assunto. Faça cursos da área e acompanhe especialistas. Fique por dentro do que são Altcoins, metaverso e outras novidades. Não precisa ser um especialista, mas é preciso sempre buscar conhecimento.

Uma boa forma para aprender o que precisa sobre investimento é por meio da Binance Academy. Nosso centro de aprendizagem é de livre acesso e tem vários conteúdos sobre criptomoedas, blockchain e diversas dicas, vídeos e textos que podem te ajudar pelo caminho.

A medida que for adquirindo cada vez mais conhecimento sobre a área e se sentir mais confiante com os seus objetivos, suas crenças limitantes internalizadas, ou de terceiros, deixarão de fazer efeito em você.

4 . Não tome o histórico familiar ou de outras pessoas como parâmetro

As experiências dos outros são dos outros. Não tome nada que não seja seu como profecia, ou verdade absoluta. É muito comum basearmos os nossos atos, carreiras e estilo de vida nas histórias, erros e acertos de nossa família, principalmente dos nossos pais e conhecidos. Mas, se uma pessoa não conseguiu ter êxito em negócios e investimentos pode ter sido por diversos motivos que não necessariamente precisam se aplicar a você.

A falta de conhecimento sobre o mercado, a proatividade e o mindset adequado, por exemplo, são os principais motivos para que as pessoas prosperem. Mas não será o seu caso, não é mesmo?

5 . Tenha pensamento crítico e analítico

Talvez essa seja a dica mais importante para abandonar de vez certos preceitos financeiros e mudar seus padrões de comportamento. Exercite o pensamento crítico para confrontar toda e qualquer crença ou senso comum que encontrar pela frente. Por exemplo, quando escutar alguém dizendo “se você não nasceu rico, provavelmente nunca será”, pondere: será mesmo?

Segundo o “Censo de bilionários de 2019” realizado pela consultora de mercado Wealth-X, 55,8 % dos atuais bilionários do mundo construíram do zero sua própria fortuna.

O mesmo se aplica a outras crenças como “dinheiro é a raiz de todos os males". Muitas vezes, tais colocações só servem para deslocar ou transferir responsabilidades. Não o culpe, ele é só um papel. E você também pode fazer coisas boas com ele.

Neste artigo, explicamos o impacto que certos preceitos financeiros podem ter em seu progresso financeiro quando incorporados ao dia a dia, e apresentamos 5 dicas para mudar seu mindset e comportamentos.

Gostou deste artigo? Então siga nossas redes sociais para ficar por dentro de tudo que acontece aqui na Binance! Estamos no Facebook, no Twitter e no Instagram.