Compre Cripto
Pagar com
Mercados
NFT
New
Downloads
English
USD

Moeda da Web 3.0: A Mais Nova Tendência de Criptomoedas em 2022

2022-01-18

Principais Tópicos:

  • A Internet do futuro, Web 3.0, visa devolver poder aos usuários e criadores usando a tecnologia blockchain descentralizada.

  • Aprenda como as soluções da Layer 1, como a Ethereum, suportam a Web 3.0 e a função das criptomoedas da Web 3.0 no metaverso.

  • A Web 3.0 é facilitada por redes de blockchain descentralizadas e criptomoedas associadas a ela.

  • Descubra como você pode comprar criptomoedas da Web 3.0 com a Binance.

As criptomoedas estão facilitando o surgimento da Web 3.0, a Internet do futuro construída em redes de blockchain descentralizadas. Aqui está tudo o que você precisa saber sobre a tendência cripto crescente de 2022, criptomoedas da Web 3.0 e como comprar criptomoedas da Web 3.0 na Binance.

Aproveitando o poder das redes descentralizadas, a Web 3.0 é uma nova geração da rede mundial que visa aumentar a utilidade do usuário e o número de aplicativos online. Neste artigo, exploramos como as soluções da Layer 1 ajudam a suportar a Web 3.0, como a Web 3.0 pode formar a base para o metaverso e como você pode comprar tokens da Web 3.0 na Plataforma da Binance.

Com a confiança de milhões em todo o mundo, a plataforma da Binance apresenta um portfólio incomparável de produtos e ofertas de criptomoeda, incluindo soluções de descentralização e infraestrutura. E agora, você também pode comprar criptomoedas da Web 3.0. Registre-se em uma conta Binance e comece a comprar criptomoedas da Web 3.0.

Web 3.0 e seus Antecessores

A Web 3.0 é a visão de como poderia ser a internet do futuro próximo. Para entender o que a Web 3.0 realmente significa, é preciso conhecer seus antecessores, Web 1.0 e 2.0. 

Web 1.0

Tradicionalmente, a Web 1.0 é a primeira geração da rede de alcance mundial, em que os sites eram em sua maioria estáticos e usados para transmitir e navegar em busca de informações. A Web 1.0 foi construída com base em protocolos descentralizados e administrados pela comunidade e a demografia do usuário era principalmente de consumidores de conteúdo, em vez de criadores de conteúdo. 

Web 2.0

A Web 2.0 é a Internet familiar que conhecemos e usamos hoje e inclui mais conteúdo gerado pelo usuário e um maior número de casos de uso além da navegação em busca de informações, incluindo interação em redes sociais e compras online. A Web 2.0 é dominada por serviços centralizados executados por corporações com o poder de censurar o conteúdo gerado pelo usuário e armazenar dados em um único banco de dados ou repositório. Exemplos de sites da Web 2.0 incluem Facebook, Wikipedia e Twitter com autoridade para censurar o conteúdo do usuário ou empresas de pagamento que negam a alguém o acesso aos seus serviços.

Web 3.0

A Web 3.0, também conhecido como Web3, refere-se ao estado evoluído da rede de alcance mundial ostentando um ecossistema descentralizado alimentado por blockchain, em que os usuários podem interagir sem se preocupar com repositórios centrais de dados específicos. Em termos mais simples, na era da Web 3.0, os mecanismo de pesquisa, plataformas de rede social, marketplaces, etc. serão construídos na blockchain e facilitados por criptomoedas, dando origem a novos desenvolvimentos como conteúdo não censurável e serviços de pagamento mais inclusivos. As criptomoedas associadas à Web 3.0 são conhecidas como tokens da Web 3.0 ou criptomoedas da Web 3.0. Idealmente, a Web 3.0 visa dar aos usuários mais controle sobre seu conteúdo digital com a ajuda de uma infraestrutura descentralizada, mudando a dependência de transações e permissões de uma autoridade central. Isso é promissor para a economia dos criadores, onde os usuários podem ser recompensados financeiramente quando possuem ou trazem dados digitais e valor para a comunidade online. Embora existam vários aplicativos iniciais da Web 3.0 , a era da Web 3.0 só alcançará seu verdadeiro potencial quando a maioria dos aplicativos e sites da Web atuais e futuros adotarem uma infraestrutura descentralizada da Web.

Web 3.0 e Soluções da Layer 1

 Para que a Web 3.0 decole, ela precisa ser alimentada por redes que ofereçam segurança, escalabilidade e descentralização. Como a Web 3.0 propõe mais interação do usuário e aplicativos, a escalabilidade é a chave para apoiar os futuros aplicativos e operações do usuário da Web 3.0. 

O "trilema de escalabilidade"

Escalabilidade refere-se à capacidade de uma blockchain de adaptar rápido crescimento e demanda sem comprometer o desempenho. Se a Web 3.0 fosse baseada em uma blockchain incapaz de fazer isso, podemos enfrentar carregamento lento de sites e experiência insatisfatória do usuário em geral. Embora a Web 3.0 seja amplamente sinônimo de uma arquitetura da web descentralizada e inspirada em blockchain, essas redes descentralizadas enfrentam atualmente um desafio único conhecido como o "trilema de escalabilidade" que impede potencialmente a adoção generalizada. O "trilema de escalabilidade" é provocado pela incapacidade da blockchain de conciliar as três propriedades de segurança, escalabilidade e descentralização, já que qualquer tecnologia de blockchain pode satisfazer apenas duas propriedades, no máximo. Por isso, as soluções da Layer 1 foram introduzidas para lidar com o "trilema da escalabilidade".

Blockchains de layer 1 como uma solução para escalabilidade

Atualmente, os aplicativos da Web 3.0 são frequentemente executados na rede Ethereum, uma blockchain de Layer 1.

As blockchains de layer 1 também são conhecidas como soluções de blockchains de layer 1 ou de primeira camada e são um conjunto de soluções propostas que aprimoram o protocolo de base para obter melhor escalabilidade para adoção global. Além do Ethereum (ETH), a Binance Smart Chain (BSC), Litecoin (LTC), Cardano (ADA), Polkadot (DOT) e Terra (LUNA) são algumas das outras soluções de blockchain de layer 1 usadas para lidar com o "trilema de escalabilidade". 

As maneiras como as diferentes redes escalam dependem de seus mecanismos de consenso, com os dois comuns sendo o Proof of Work (PoW) e o Proof de Stake (PoS). Existem outros mecanismos de consenso como Proof of Capacity (PoC), Proof of Activity (PoA), Proof of Burn (PoB), Proof of Elapsed Time (PoET) e Proof of History (PoH) que têm seus próprios pontos fortes e são empregados por várias redes para melhorar a escalabilidade. Para substituir os sistemas legados que oferecem suporte à Web 2.0, a Web 3.0 deve usar soluções de Layer 1 que são altamente escalonáveis.

Interoperabilidade da Web 3.0 e o Metaverso

Em lançamentos recentes, vimos como a tecnologia blockchain, especialmente os NFTs, podem permitir que os usuários participem de realidade virtual, como o metaverso. Os Metaversos são universos digitais 3D que operam na blockchain e oferecem a qualquer um a liberdade de criar ativos, socializar, jogar, investir e muito mais. Graças à blockchain, esses ambientes digitais são interoperáveis e escalonáveis.

Da mesma forma, a Web 3.0 pode fornecer a base para as pessoas criarem, comprarem e venderem produtos como NFTs. Como a Web 3.0 é uma coleção de aplicativos e interações do usuário em uma plataforma descentralizada, é provável que seja altamente interoperável e facilite o trade e a comunicação. Na verdade, a Web 3.0 visa hospedar sites mais abertos e interconectados para maior utilidade do usuário. Um exemplo de aplicativo da Web 3.0 é o Axie Infinity, um complexo jogo do metaverso que conecta jogos e finanças descentralizadas (DeFi). Este jogo online baseado em NFT requer que os usuários façam primeiro uma compra de um avatar Axie na forma de NFT para começar a jogar e usa moedas virtuais como o Axie Infinity Shards (AXS) e Smooth Love Potion (SLP). A mecânica do jogo play-to-earn, o fornecimento autorregulado e os incentivos de propriedade são vários recursos que aumentam a interação da comunidade e, provavelmente, veremos mais desses tipos de DeFi do metaverso e tokens da Web 3.0 atraentes na era da Web 3.0.

Moedas Populares da Web 3

As moedas da Web 3 vêm ganhando força considerável desde seu lançamento e as moedas mais populares da Web 3.0 podem ser encontradas na corretora Binance:

  1. Chainlink (LINK), a um preço de US$19,75 e US$9.214,38 milhões de capitalização de mercado

  2. Filecoin (FIL) a um preço de US$37,62 e US$5.224,11 milhões de capitalização de mercado

  3. THETA (THETA) a um preço de US$4,36 e US$4.376,29 milhões de capitalização de mercado

  4. Hélio (HNT) a um preço de US$31,84 e US$3.343,03 milhões de capitalização de mercado

  5. The Graph (GRT) a um preço de US$0,6464 e US$3.048,36 milhões de capitalização de mercado

  6. BitTorrent (BTT) a um preço de US$0,002805 e US$2.782,02 milhões de capitalização de mercado

  7. Basic Attention Token (BAT) a um preço de US$1,17 e US$1.754,92 milhões de capitalização de mercado

  8. Arweave (AR) a um preço de US$43,39 e US$1.456,26 milhões de capitalização de mercado

  9. Siacoin (SC) a um preço de US$0,01602 e US$794,66 milhões de capitalização de mercado

  10. Livepeer (LPT) a um preço de US$37,40 e US$789,82 milhões de capitalização de mercado

* Estes preços refletem os preços de 16 de dezembro de 2021.

Como Comprar Tokens da Web 3.0 em 3 Etapas Fáceis

Envolva-se com a mudança digital para a Internet do futuro agora. Veja como você pode comprar facilmente criptomoedas da Web 3.0.

Etapa 1

Faça um depósito fiat através de uma transferência de e-wallet ou transferência bancária na Binance. Certifique-se de verificar os canais fiat disponíveis para as moedas desejadas. 

Opcional: Converta as moedas fiat em BUSD ou USDT para que você possa fazer trades de uma variedade maior de tokens.

Etapa 2

Compre tokens da Web 3.0 por meio de uma compra de Carteira ou diretamente com cartões de crédito/débito.

Etapa 3

Para usar seus tokens da Web 3.0, transfira os tokens do endereço de criptomoeda da Binance para um endereço de carteira da MetaMask. Para obter um guia completo sobre como instalar, configurar e enviar criptomoedas da Web 3.0 para sua carteira MetaMask, clique aqui.

Conclusão

Os tokens da Web 3.0 oferecem um potencial imenso para moldar o futuro da Internet. Envolva-se nesta emocionante mudança para a Web 3.0 simplesmente comprando ou fazendo staking de criptomoedas da Web 3.0. Como sempre, lembre-se de DYOR antes de comprar criptomoeda.

Pronto para comprar criptomoedas? Comece sua jornada de criptomoedas com a Binance

Comece cadastrando uma conta na Binance.com ou baixando o aplicativo de trading de criptomoedas da Binance. Na sequência, verifique sua conta. Após ser verificado, há três formas principais de comprar criptomoedas na Binance utilizando dinheiro: você comprar criptomoedas com dinheiro na Binance via transferência bancária, cartões ou opções de e-wallets. 

Compre BUSD, BNB e criptomoedas com o Cartão de Débito, Crédito e Transferência Bancária

Vincular seu cartão de débito, crédito ou conta bancária (disponível em muitas regiões) é uma das formas mais fáceis de comprar Bitcoin e mais de outras 100 criptomoedas.  

Aviso de risco: O investimento em criptomoedas está sujeito ao alto risco do mercado. A Binance não se responsabiliza por qualquer perda em seus tradings. As opiniões e declarações apresentadas acima não devem ser consideradas orientação de investimento.

Leia os seguintes artigos para obter mais informações: