Compre Cripto
Pagar com
Mercados
NFT
New
Downloads
English
USD

Porque o preço do Bitcoin sobe?

2021-01-29

Olhando de forma retrospectiva para o preço do bitcoin desde de seu surgimento em 2009 até os dias de hoje, podemos identificar a existência de grandes ciclos, onde as mínimas e as máximas em cada grande ciclo sempre superaram os valores do ciclo anterior.

Este gráfico foi feito em escala logarítmica para facilitar a visualização dos grandes ciclos

O bitcoin não é lastreado por nenhuma mercadoria física, nem é garantido por nenhum governo ou empresa, o que logo levanta a questão: Por que então o preço do bitcoin sobe? Vamos fazer uma breve viagem no tempo até a origem do dinheiro na sua forma mais simples e primitiva, e como ele evoluiu no tempo, para entender porque as pessoas atribuem cada vez mais valor ao bitcoin.

A origem e a evolução do dinheiro

Desde os primórdios da humanidade o ser humano tem a necessidade de adquirir bens, de realizar trocas de seus excedentes e de armazenar valor. E já desde os primórdios ele procurava uma forma mais eficiente do que os simples escambos de mercadorias.

Sabemos disso porque quando olhamos para as descobertas arqueológicas que datam da Idade da Pedra vemos a presença de dinheiro na forma de conchas, penas e contas (pedras), ou seja, formas abstratas para comunicar, transferir e armazenar valor.

Um passo importante para esta “tecnologia” capaz de comunicar, transferir e armazenar valor foi dado com a utilização do ouro. Os arqueólogos sugerem que o primeiro uso do ouro começou com as primeiras civilizações no Oriente Médio, existem hieróglifos egípcios de 2600 a.C. que descrevem o metal.

Na Idade Média começa a aparecer uma outra “tecnologia” capaz de comunicar, transferir e armazenar valor, o “papel moeda”, e com ele o seu emissor em quem era depositada a confiança, este emissor emitia recibos de depósitos de ouro em pó, chamados de recibos de ourives, pois eram neles que certos comerciantes confiavam, graças à sua idoneidade e cuja assinatura garantia os valores apresentados.

A ideia de papel-moeda lastreado por um metal nobre evoluiu e se manteve firme durante muito tempo, e os governos começaram a fazer o papel da figura idônea que garantia os valores apresentados, assim surgiram as moedas fiduciárias como conhecemos hoje. O lastro em ouro começa a cair apenas após a Segunda Guerra Mundial, época na qual vários países tiveram suas economias completamente modificadas. Em 1944, nos termos dos Acordos de Bretton Woods é criado padrão dólar-ouro, e o dólar começa a ganhar a supremacia como moeda internacional. Em 1971 os Estados Unidos aboliram unilateralmente a conversibilidade do dólar em ouro, determinando, a extinção do próprio padrão-ouro.

A função evolucionária primária e final de todas as “tecnologias” que surgiram como dinheiro eram tornar-se um meio para armazenar riqueza. Pois ao se transformar em uma boa reserva de valor esta “tecnologia” pode cumprir melhor suas funções de comunicar e transferir valor. Vamos então comparar a capacidade de armazenar valor do bitcoin às melhores formas de dinheiro surgidas até então: ouro e fiat (moedas fiduciárias).

Propriedades de reserva de Valor

Bitcoin

Ouro

Fiat

Durabilidade

😐

🙂

🙁

Portabilidade

🙂

🙁

😐

Fungibilidade

😐

🙂

😐

Verificabilidade

🙂

😐

😐

Divisibilidade

🙂

🙁

😐

Escassez

🙂

🙂

🙁

História estabelecida

🙁

🙂

😐

Resistência à censura

🙂

🙁

🙁

Baseado no artigo “The Bullish Case for Bitcoin” de Vijay Boyapati

Como podemos ver o bitcoin é melhor “tecnologia” de reserva de valor já inventada pelo ser humano, e é justamente daí que vem a sua valorização durante esta faze inicial de adoção, que já dura mais de 12 anos.

O valor de mercado do bitcoin hoje se encontra em US$673 bilhões, o ouro em 2020 já tinha um valor de mercado maior que US$11 trilhões, se consideramos apenas o dinheiro circulante dos EUA e da China teríamos o equivalente à mais de US$50 trilhões.

Se considerarmos que o bitcoin poderá atingir algo como um terço do valor de mercado do ouro, estaríamos falando de algo próximo de US$4 trilhões, como o bitcoin é uma moeda deflacionária e quantidade máxima de bitcoin já está pré-definida e será de 21 milhões de bitcoin, dividindo um pelo outro teríamos o potencial valor do bitcoin em US$190.476, algo em torno de R$1 milhão de reais!

Ou seja, a história desta nova “tecnologia” usada como dinheiro está apenas começando, e tornar-se uma das mais importantes reservas de valor da humanidade parece bastante razoável. Se considerarmos que o bitcoin no longo prazo poderá substituir em grande parte as moedas fiduciárias o potencial de valorização fica ainda muito maior.

E é por isso que a cada ciclo aumenta a adoção desta tecnologia, o seu valor de mercado e o seu valor nominal.

Siga a gente no Twitter, Instagram, Facebook e Youtube, e participe da nossa comunidade oficial no grupo Binance Português no Telegram para interagir com outros membros da comunidade!