Compre Cripto
Pagar com
Mercados
NFT
Feed
Downloads
English
USD

Livro de educação financeira: 7 títulos ideais para você!

2022-07-29

Para quem tem interesse em saber mais sobre educação financeira, ler livros sobre o tema pode ser um ótimo caminho para aumentar o conhecimento.

A educação financeira tem como objetivo principal ajudar as pessoas a serem mais conscientes sobres seus atos que envolvem gastos, bem como sobre assuntos relacionados a riscos e oportunidades.

Neste post, selecionamos 7 dicas de livros, que são considerados clássicos para qualquer pessoa que quer saber mais sobre como equilibrar vida e finanças. Boa leitura!

Por que é importante ler livros sobre educação financeira?

Independentemente do assunto, ler é tarefa obrigatória para qualquer um que deseja aumentar o conhecimento. Mas quando falamos sobre educação financeira, além do aprendizado, a leitura também nos dá a chance de aprender com os erros dos outros (no caso, dos autores) e melhorar nossa forma de lidar com as finanças. Tenha você muito ou pouco dinheiro no bolso, seja um investidor experiente ou não, as leituras a seguir têm muito a ensinar sobre vários temas:

  • Melhores formas de lidar com o dinheiro.

  • Histórias pessoais de superação financeira.

  • Informações importantes sobre o mercado financeiro.

  • Teorias econômicas para seguir.

7 dicas de livro de educação financeira

A equipe da Binance separou uma lista com sete dicas de livros, incluindo best sellers, para você colocar na sua wishlist de leituras agora.

1. Pai Rico, Pai Pobre (Robert Kiyosaki)

“Pai Rico, Pai Pobre” é um best seller lançado em 1997, que, até hoje, é reconhecido como uma das principais referências de leitura mundial, quando o assunto é educação financeira. No Brasil, as vendas superaram 9 milhões de unidades e, no mundo, 30 milhões em mais de 80 países. 

Durante a narrativa, o autor conta sua própria experiência e compara a educação dada por dois pais diferentes. O escritor é filho de um funcionário público, com grande inteligência e honestidade, mas que nunca conseguiu conquistar a independência financeira, tornando-se assim a representação do "pai pobre".

Já o pai rico é representado pelo pai de seu melhor amigo, que conquistou a riqueza sendo comerciante e ao estabelecer uma maneira inteligente de se relacionar com o dinheiro. 

A filosofia apresentada no livro mostra que existem ativos e passivos, e as pessoas devem saber diferenciá-los. Enquanto os ativos têm o poder de gerar retorno financeiro (ou seja, é necessário adquirir e manter), os passivos causam custos. Ao longo da narrativa, o autor aborda uma forma de fazer o dinheiro trabalhar para você, e não você trabalhar pelo dinheiro.

2. O homem mais rico da Babilônia (George S. Clason)

Na ficção “O homem mais rico da Babilônia”, o autor compartilha parábolas dos povos sábios da Babilônia para poupar dinheiro. O livro foi publicado em 1926, já vendeu mais de 2 milhões de cópias e é um dos títulos mais indicados para investidores e empresários. E, embora tenha sido publicado há muito tempo, suas dicas de investimento são atemporais.

Na narrativa, o livro apresenta histórias baseadas nas conversas entre pessoas com muito dinheiro e seus criados. Deste jeito, o autor mostra estratégias válidas para multiplicar os valores recebidos e resolver problemas relacionados ao dinheiro. 

Por meio de uma escrita interessante e objetiva, George S. Clason compartilha uma forma de realizar orçamentos de maneira eficiente e estratégica, apresenta análises a respeito de pessoas que têm sucesso financeiro, e traz uma reflexão sobre o pensamento de que elas têm uma visão otimizada sobre como aproveitar melhor as oportunidades.

3. Educação Financeira ao Alcance de Todos (José Pio Martins)

Este livro foi escrito pelo professor e economista brasileiro José Pio Martins. Com grande experiência no setor privado e nas áreas de contabilidade, finanças e gestão, José Pio foi consultor de grandes empresas e até diretor de banco. Durante a narrativa, ele usa sua expertise para falar sobre a economia mundial, explanando a respeito de ações que podem ser tomadas para conquistar uma vida financeira favorável.

O livro tem um tom democratizado, que ajuda até as pessoas mais leigas a entender sobre:

  • Ativos ruins e bons

  • Formas de entender demonstrações financeiras

  • Patrimônio líquido

  • Fluxo de caixa

  • Formas de gerar renda

  • Termos econômicos essenciais

Ao longo da leitura, o leitor encontra um Programa de Dez Passos, que é praticamente um bê-a-bá para entender educação.

4. O Investidor Inteligente (Benjamin Graham)

Para quem tem interesse em fazer investimentos, é importante conhecer a obra de Benjamin Grahan, que está entre os primeiros a alertar sobre a irracionalidade do mercado. O autor é considerado um guru de investimentos financeiros e seu livro configura como um clássico do tema.

O autor conseguiu ganhar dinheiro no mercado de ações sem precisar passar por altos riscos, fazendo uma análise muito aprofundada a respeito das empresas. No livro, ele destaca a irracionalidade para tomar decisões dentro do mercado de ações, geralmente influenciada pelo pensamento de grupos que tinham grande influência no cenário de investimentos.

Durante a narrativa, o livro mostra como se livrar dos caprichos realizados no mercado de ações, além de como valorizar a margem de segurança dos investimentos, levando em consideração os espaços para falhas humanas.

Com certeza, é um livro que não pode faltar na estante de quem tem interesse em investimentos e ações.

5. A cabeça do investidor (Vera Rita de Mello Ferreira)

Diferentemente de outros títulos sobre investimentos, este livro foi escrito por uma doutora e psicanalista, especialista em psicologia econômica. Durante a narrativa, Vera Rita de Mello Ferreira mostra que a forma como nos relacionamos com o dinheiro tem grande influência em nossos estados emocionais.

A abordagem do tema não é acerca de investimento, mas, sim, sobre como a nossa mente toma decisões quando o assunto é dinheiro. O livro convida o leitor a refletir sobre sua vida financeira de forma leve, fácil e com bom humor.

Vera fala sobre falhas comuns cometidas quando as pessoas agem com emoção no lugar da razão para tomar decisões econômicas, abordando as ciladas psicológicas em que caímos. Um exemplo é como, no momento de queda, o investidor tem tanto medo de perder que toma decisões precipitadas, como a de recuperar o valor, que, no final das contas, representa uma perda ainda maior do que se ele tivesse esperado.

6. Rápido e devagar (Daniel Kahneman)

O livro “Rápido e devagar: duas formas de pensar” tem grandes prêmios literários e é indicado por diversos professores de educação financeira como um título essencial. 

O autor convida o leitor a uma caminhada pela mente humana, a fim de compreender as estratégias e decisões financeiras tomadas. Daniel explica que o comportamento humano faz parte das organizações financeiras e explica como isso influencia na nossa capacidade de lidar com as economias.

7. Me poupe! (Nathalia Arcuri)

O livro, escrito pela jornalista Nathalia Arcuri, é bem popular no mercado e já ficou próximo de se tornar um best seller. A autora fala sobre questões financeiras sem mistérios, levando o leitor a analisar questões que, muitas vezes, passam batidas no cotidiano. O livro apresenta tarefas, a serem cumpridas na leitura dos 10 capítulos, e formas de criar maior compromisso com a vida financeira.

Além da publicação, a jornalista também tem um canal no YouTube, onde compartilha conteúdo sobre como conseguir renda extra, independência financeira, investimentos e outros assuntos.

Esses são apenas alguns exemplos de livros de educação financeira, mas que, com toda certeza, já funcionam como um ótimo ponto de partida para entender mais sobre o assunto e ajudar nas suas futuras decisões de investimentos.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas  redes sociais para recomendar as dicas aos seus amigos também.