Compre Cripto
Pagar com
Mercados
NFT
Feed
USD

Conheça as Mulheres ao Redor do Mundo que Provam que as Criptomoedas são Para Todos - Parte 1

2021-03-08

A indústria de criptomoedas, cuja capitalização de mercado é estimada em US$5.190,62 milhões até 2026, ainda é desproporcionalmente voltada para os homens. De forma encorajadora, mais mulheres estão se inscrevendo na liberdade de dinheiro que a criptomoeda pode oferecer. A Binance orgulha-se em trabalhar com embaixadoras mulheres, que crescem e promovem nossas comunidades por meio de canais online, eventos e mais.

Aqui, celebramos suas conquistas e histórias inspiradoras que ajudam a mobilizar outras mulheres para se juntarem à revolução das criptomoedas e eliminar a lacuna de gênero. 

1. Zuni

Zuni é da Venezuela e é uma apaixonada estudante de medicina. Apesar de ainda ser estudante, sua paixão pela profissão é muito profunda. Aqui, sua profissão significa sua carreira na indústria das criptomoedas! Ela sente que pode ter acesso a muitas oportunidades de trabalho na indústria das criptomoedas que ela não teria como médica.

A primeira introdução de Zuni à indústria das criptomoedas foi por causa da crise econômica em seu país, a Venezuela. Com a crise, ela teve que encontrar suas maneiras de manter seu dinheiro protegido contra a desvalorização e foi quando ela se deparou com a plataforma P2P da Binance e as stablecoins.

Até agora, seu produto favorito na Binance é definitivamente a plataforma P2P e ela a usa todos os dias porque ela só pode trocar a quantidade de dinheiro que precisa da plataforma e pode manter o restante dos ativos a salvo da desvalorização.

Ela acha que o ecossistema de blockchain é o que seu país precisa como uma solução para obter a liberdade do dinheiro que as pessoas merecem e ela aconselha quem não conhece sobre o ecossistema de blockchain a pesquisar, aprender e tentar encontrar a maneira de obter a estabilidade financeira que todos merecem.

Ela explicou sua experiência como mulher na indústria de criptomoedas como algo que a torna realmente poderosa quando pode mostrar para aqueles que a desvalorizam que ela é uma mulher inteligente e completamente capaz de fazer coisas incríveis e contribuir para melhorar o ambiente de trabalho e a indústria.

Por último, ela quer dizer às novas potenciais usuárias de criptomoedas:

"Eu sei que é algo novo e às vezes assustador, mas a melhor coisa que alguém pode fazer, não só para as mulheres, mas também para todos é tentar. Como saber se algo é bom ou não, se ainda não experimentou? Assumir riscos e experimentar coisas novas pode levá-lo a lugares ainda melhores!"

2. Amirah, Filipinas

Um dos nossos anjos originais que se juntou em 2018, Amirah, foi a primeira OFW (Overseas Filipino Worker) trabalhando no Oriente Médio. Ela é o ganha-pão da família há anos e, em 2017, ela enviou o dinheiro ganho trabalhando por meio de um aplicativo de carteira para sua família nas Filipinas. Essa carteira ajudou sua família a enviar e receber dinheiro de forma rápida e fácil. Essa carteira incluía algumas criptomoedas, que ela não conhecia no passado.

Então ela começou a pesquisar sobre o Bitcoin e as criptomoedas. Agora, com a ajuda das criptomoedas, ela pode dizer no momento que isso ajudou ela e sua família a se estabilizarem financeiramente. Agora, ela comprou sua própria casa e não trabalha mais no exterior! Ela pode ficar com sua família em casa.

"Gostaria de descrever minha experiência geral como uma mulher na indústria de criptomoedas como inspiradora e desafiadora ao mesmo tempo."

Ela diz que aprendeu muito desafiando e aprendendo com a indústria de criptomoedas. Ela acrescenta que poder fazer parte do programa de Angels foi uma forma de adquirir conhecimento.

"Se você está pensando em ingressar na comunidade de criptomoedas, comece aprendendo o básico. Agora não é difícil para nós mulheres aprendermos, porque podemos obter o apoio que precisamos para acompanhar tudo, especialmente com a Binance."

3. Yara, Malásia

Yara, da Malásia, sentiu que os homens estão mais envolvidos com as criptomoedas do que as mulheres. A razão por trás disso é que os homens gostam de jogar videogame e fazer coisas técnicas desde pequenos, #buidling com tecnologia.

Mesmo tendo uma vida estável como farmacêutica, ela ainda escolheu ser uma usuária de criptomoedas. Ela diz que pode sair da sua rotina e ser mais feliz com os serviços que a Binance oferece, como ‘Liquidity Swap’, ‘Earn’, ‘Vault’ etc. 

"Tanto a Binance quanto toda a indústria de criptomoedas cresceram exponencialmente nos últimos meses. Isso é uma garantia de que há muito mais que podemos fazer e explorar no ecossistema blockchain. É algo real e haverá muito mais adoção em massa."

Ela espera que mais mulheres se juntem à comunidade de criptomoedas. É preciso apenas que todos deem um pequeno passo de cada vez, conhecendo essa indústria aos poucos. 

4. Vaneska, Chile

Vaneska é uma angel e agente de viagens do Chile e ela teve a experiência de ser enganada por um golpista. Mesmo assim, ela escolheu ser uma usuária de criptomoedas porque sabe que o que era ruim é o uso indevido das criptomoedas por um golpista, não as criptomoedas em si. É também por isso que ela trabalha duro como angel para dar informações aos usuários.

Ela se interessou mais pela indústria de criptomoedas quando descobriu que as criptomoedas podem ser usadas na "indústria de viagens". É por isso que ela recomenda a todas as mulheres que desejam ingressar nessa indústria "A indústria de criptomoedas é a mais abrangente que existe no mundo, não tem idade ou sexo, você pode vinculá-la a qualquer empreendimento que tenha."

"Estou aprendendo todos os dias. Em um ponto da minha vida, eu disse a mim mesma que não queria passar minha vida inteira na frente de um computador, mas agora eu entendo como me faz feliz estar na frente do computador para aproveitar minha vida no momento em que eu quero. Essa é a grande experiência na indústria de criptomoedas para mim."

5. Patry, Espanha

Patry é da Espanha e está atualmente desempregada devido ao COVID, mas antes trabalhava no departamento de administração de comércio eletrônico/receitas de uma grande rede de hotéis.

Ela sabia sobre as criptomoedas por 10 anos! Ela até pensou em comprar alguns Bitcoins naquela época, mas não o fez porque era muito novo e ela não tinha certeza. Ela lembra que sua primeira experiência ao usar a plataforma da Binance não foi fácil; no entanto, a Binance forneceu muitas informações educacionais por meio da Binance Academy e dos canais do Telegram. Como resultado, agora ela é capaz de ajudar outros usuários com dúvidas na plataforma. 

Para aqueles que hesitam em escolher um novo desafio, ela diz "Pare de duvidar e vá em frente! Tem sido uma aventura que mudou a minha vida até agora. A criptomoeda o libertará! Mas lembre-se sempre de pesquisar informações antes de fazer qualquer coisa, pois podem haver golpes."

Ela também fez algumas sugestões sobre os produtos da Binance. Quando alguém é novo na plataforma, ela recomenda que faça trade nos mercados spot e mantenha os ativos enquanto aprende mais sobre este mundo. A Binance Earn é algo que ela também recomenda, porque os usuários podem #hodl os ativos que compraram no mercado spot.

"Minha experiência na indústria de criptomoedas foi uma aventura que mudou minha vida. Agora posso escolher como eu quero que meu dinheiro trabalhe para mim e aproveitá-lo ao máximo."

6. Luna, Turquia

Luna, uma mãe trabalhadora apaixonada e que adora números e matemática, também é uma usuária de criptomoedas. Como economista, ela diz que foi mais fácil para ela aceitar as criptomoedas, porque era considerada como uma outra área da economia muito interessante para ela. O que ela fez foi "mergulhar nesta área nova e muito arriscada".

Seu marido a conduziu até a plataforma da Binance. Ele investiu todas as suas economias em BNB antes mesmo do produto ‘Binance Savings’ aparecer na plataforma! Então, eles obtiveram lucros com este investimento e ela viu a Binance desde o início e testemunhou seu crescimento em um sistema de blockchain. É por isso que ela está feliz por estar na comunidade Binance.

Ela diz: "Eu acho que as mulheres são geralmente mais cautelosas do que os homens, por isso leva tempo para as mulheres estudarem e começarem algo inicialmente. Com a Binance, existem vários produtos com diferentes níveis de risco, então os usuários podem escolher os produtos que mais se adaptam a eles." 

"Agora, para minha família, a criptomoeda se tornou um hobby muito interessante, o que nos uniu ainda mais."

7. Ribka, Países Baixos

Ribka, que ganhou o prêmio Binance Angel do ano em 2020, ouviu falar sobre a Binance pela primeira vez quando seus irmãos mais novos usaram a Binance e tiveram sucesso. Então, ela também quis ser uma usuária de criptomoedas, porque queria obter a "liberdade de dinheiro". Ela também era uma grande fã do Bitcoin, então ela não fez trade, ela apenas o manteve por anos. 

Ela gosta da ideia de que a criptomoeda está nos oferecendo tudo para sermos livres dos bancos neste momento, dizendo que isso pode ser liberdade financeira. Ela sugere às mulheres que estão hesitando em ser usuárias de criptomoedas, dizendo: "Basta fazer, você pode ter controle sobre os seus fundos e não precisa de um intermediário para ajudá-la com os negócios bancários. É importante pelo menos tentar."

Em relação aos que não são usuários de criptomoedas, ela acha que eles se sentem mais seguros com os meios tradicionais, confiando mais nos sistemas financeiros tradicionais. No entanto, ela vê mais mudanças em seu próprio círculo e seus amigos estão perguntando sobre criptomoedas!

Ela diz: "A experiência de uma mulher na indústria de criptomoedas em um mundo é simplesmente fantástica!"

8. Fara Rizky, Indonésia

Fara, que é uma investidora de criptomoedas, foi informada por um amigo sobre as criptos. Ao ouvir sobre criptomoedas, Bitcoin e a incrível tecnologia por trás de tudo isso, ela quis saber e aprender mais sobre isso. Ela também disse que não é uma trader, mas sim uma investidora. Ela está investindo em criptomoedas para o seu futuro.

Ela diz que os usuários em potencial de criptomoedas devem estar cientes dos produtos primeiro. Além disso, ela diz para não ser ganancioso com os lucros. Seja sábio ao decidir quando entrar e quando parar. No entanto, para aqueles que estão hesitando em ser um usuário da Binance, ela diz "Não perca seu tempo com pessoas tóxicas que disseram que criptomoedas são bolhas."

Além disso, ela menciona que tem um sonho que gostaria de realizar em 3 anos. Ela quer ter o carro dos seus sonhos após 3 anos de investimento em criptomoedas!

9. Fran, Brasil

Fran, que está desafiando sem parar, sofreu um golpe em 2019. Este foi o seu início com a indústria de criptomoedas e não é uma experiência agradável. Ela estava muito deprimida naquela época e coisas infelizes aconteceram novamente. Em 2020, por causa da pandemia, ela perdeu seu emprego como chef de cozinha, embora adorasse seu trabalho e tivesse paixão por cozinhar. Esses incidentes a levaram a alugar um pequeno quarto e com contas a pagar.

Ela ainda continuou sendo uma usuária de criptomoedas pensando "Eu nunca perco nada; Ou eu aprendo ou ganho".  Agora ela pensa: "Estou falida financeiramente, mas eu aprendi muito desde aquela época até agora."

Segundo ela, uma corretora brasileira fez uma pesquisa e o resultado apontou que para cada 100 investidores da corretora, 11 eram mulheres. Ela também acrescentou que esse número parece pequeno, mas não é um número pequeno em comparação com a média mundial, porque é quase o dobro da média global. "Gostaria de dizer às mulheres que estão pensando em ser usuárias de criptomoedas que podemos explorar nossa inteligência e nos destacar no mercado das criptomoedas porque temos tentado incansavelmente participar desse espaço."

Siga-nos no novo canal no Twitter, Instagram, Facebook e YouTube. Participe do nosso grupo oficial da Binance em Português Telegram para conversar com a nossa comunidade.