Compre Cripto
Pagar com
Mercados
NFT
New
Downloads
English
USD

5 perguntas para considerar antes de comprar Bitcoin

2021-04-29

O mercado de criptomoedas, mesmo com os altos e baixos experimentados pelo Bitcoin (BTC) e outras criptos mais importantes, já revolucionou a forma de investir em ativos e, a esta altura, ninguém duvida que não acaba mais.

Negociar BTC ainda é considerado um investimento de alto risco, ainda assim, esse setor empolgante tem mostrado cada vez mais que tem fundamentos para embasar bem aqueles que nele operam. Como resultado, cada vez mais players reconhecidos nas finanças tradicionais estão entrando no cenário do comércio de tokens de criptografia.

Se você ainda é novo no cenário de investimento em criptos, já deve ter ouvido sobre a enorme quantidade de opções de investimento que a criptosfera hoje oferece.

O conselho inicial para todos que procuram um ativo para começar investindo e se habituando na prática no cenário, é começar pelo Bitcoin. Esta foi a primeira criptomoeda do mundo e continua sendo a mais valorizada no mercado de moedas digitais. 

Para você entender melhor no que está entrando, e como deve tomar decisões de investimento mais sábias, abaixo existem cinco perguntas importantes que ajudarão você a entender melhor o BTC e, consequentemente, o mercado de criptos. 

O Bitcoin é muito arriscado para um investidor médio?

Antes de responder a pergunta, é importante definir um investidor médio. Esse seria aquele participante no mercado de investimentos com conhecimento mediano. Possui um mínimo de conhecimento para entrar no cenário, mas não adquiriu a experiência de um profissional. 

Este tipo de investidor deve saber antes de tudo que o Bitcoin é um ativo extremamente volátil. Isto quer dizer que seus preços sobem e descem em proporções sem precedentes nos mercados financeiros. 

Com isso, cada novo participante no mercado deve saber qual o seu perfil de investidor. Essas personalidades, de cada indivíduo que investe, têm a ver com a tolerância ao risco de perdas que cada pessoa é capaz de suportar. Para quem não aguenta ver seus rendimentos caírem bruscamente, talvez esse mercado não seja interessante, ou, talvez, a melhor alternativa é investir nele capitais muito pequenos, para não ficar de fora, uma vez que o histórico de valorização do BTC é incomparavelmente maior do que o de quedas. 

As carteiras de Bitcoin são seguras?

A segurança de se manter o BTC é geralmente uma das preocupações iniciais de quem entra no mercado de criptos. Diante de algumas notícias de fraudes, é de se esperar que o investidor médio tenha algumas suspeitas quanto a isso. Entretanto, é necessário conhecer algumas informações. 

O Bitcoin tem um protocolo extremamente seguro graças a tecnologia da Blockchain. Esse livro razão público valida as negociações entre os usuários e mantém seus registros de forma inalterável. 

O que acontece é que o dinheiro virtual armazenado nas exchanges, as empresas que transferem o dinheiro entre investidores e mercado de criptos, podem sofrer ciberataques. No entanto, para evitar algum crime virtual, os negociantes podem manter suas criptos em carteiras digitais, as wallets, que possuem um alto padrão de segurança para a armazenagem desses ativos. 

O Bitcoin pode ser facilmente convertido em moeda fiduciária?

A resposta é sim. De fato, a maioria das transações convencionais de BTC é feita com alguma moeda estatal. 

Depositar a moeda de seu país para comprar BTC, ou convertê-lo em moeda impressa para alguma transação, que ainda não seja possível fazer com cripto, é algo comum. 

O Bitcoin é uma bolha?

Uma bolha financeira acontece quando ativos (como ações ou, criptos) começam a ser especulados e negociados a preços muito acima do valor que deveria custar. 

Devido a sua valorização sem  precedentes nos mercados de ativos, muitos investidores das finanças tradicionais começaram a sugerir que o BTC era uma bolha especulativa. 

Embora a especulação e o efeito manada, isto é, um grande número de investidores inexperientes repetem uma ação apenas por modismo, são participantes em qualquer ativo em ascensão, aqueles que têm mais conhecimento do mercado de criptos argumentam que a criptografia tem fundamentos sólidos para possuir um imenso valor intrínseco, tais quais: revolução financeira com a proposta de descentralização das finanças e a segurança da Blockchain.

O Bitcoin pode ser uma proteção contra a inflação?

A resposta é novamente sim. Embora o seu preço possa desvalorizar, momentaneamente, diferente das moedas fiduciárias, como o Real, uma cripto que tem número de tokens limitados não pode inflacionar. 

Por exemplo, quando um país possui alta dívida interna, ele pode recorrer à emissão de mais notas de sua moeda para tentar aplacar o déficit público. No entanto, não muito tarde o mercado começa a sentir os efeitos dessa ação e os preços inflam. 

Por não ter uma autoridade central em seu governo, o BTC segue o curso de seu código, obedecendo um número limite de emissão de novas moedas e um limite final pré-determinado. 

Se você deseja saber mais sobre o Bitcoin e como ser bem sucedido no mercado das criptos, cadastrar-se na plataforma Binance é o primeiro passo para uma jornada de sucesso. 

Acesse outros conteúdos que separamos para você que vão te manter informado sobre o universo do Bitcoin: