Compre Cripto
Pagar com
Mercados
NFT
New
Downloads
English
USD

Conheça os 5 maiores projetos da Binance Smart Chain

2021-04-20

Binance Smart Chain (BSC) é uma plataforma blockchain independente, otimizada para operações de negociações com alta velocidade. 

Essa blockchain surgiu com a pretensão de ser um espaço completo para a criação de contratos inteligentes robustos e o desenvolvimento de aplicativos descentralizados de alto desempenho, sem o alto custo operacional de blockchains anteriores. Dessa forma, suas taxas são baixas.   

A blockchain da Binance foi desenvolvida para fornecer compatibilidade cross-chain (entre cadeias) com a Binance Chain, a plataforma da moeda BNB, possibilitando um intercâmbio facilitado entre finanças e outros setores. 

Por essas características cross-chain, a plataforma é altamente adaptável em uma rede blockchain. Além disso, ela pode ser executada mesmo se a Binance Chain ficar em modo offline

Vários projetos dentro desta rede já chamaram a atenção do mercado pelas soluções que eles apresentam ao ecossistema da criptografia e das finanças.   

Conheça agora os 5 maiores projetos da Binance Smart Chain:

Venus (XVS)

Venus é um novo sistema descentralizado da stablecoin VAI da BSC. Ele é descentralizado por não possuir uma organização governamental ou privada ditando o seu funcionamento. 

A VAI é classificada como uma stablecoin (moeda estável) por ser um criptoativo lastreado. Isto quer dizer que seu valor é garantido na base de um ou mais outros ativos. No caso da VAI, seu preço é lastreado por uma cesta de múltiplos tokens padrão BEP-20 (padrão de tokens da Binance que interagem entre plataformas).

Além de remover os atuais problemas de lentidão e custo da plataforma anterior a sua, a Ethereum, o protocolo Venus permitirá aos usuários da BSC realizar o staking, ou seja, deixar em uma poupança que rende lucros em criptos, de suas moedas BNB, BUSD, SXP, entre outras, em pools (formas de investimentos conjuntas, como os fundos) separados para “farmar” (ganhar) tokens XVS. 

PancakeSwap (Cake) 

Este é o projeto de DeFi (abreviação em língua inglesa para finanças descentralizadas) mais promissor da BSC até agora. Seu foco está nas trocas descentralizadas. A Binance investiu nele US$ 350 mil.

As aplicabilidades desse projeto são várias, com oportunidades que alcançam desde os desenvolvedores, até os usuários finais. Há três categorias básicas que se podem dividir os vários usos da PancakeSwap: trocas descentralizadas, que permite negociação entre tokens, o farming, bloqueando as criptos em uma pool, e o staking. Ao participar de todos esses serviços, existem oportunidades de ser recompensado com Cake.

AutoFarm (AUTO)

A proposta da AUTO é ser um agregador de DEX e taxas de juros. O agregador DEX atua como um mecanismo de busca entre as exchanges descentralizadas no Binance Smart Chain e, após achar as melhores condições, ele executa as negociações. 

O AUTO é definido como um Yearn Finance do blockchain da Binance, ou seja, ele é um otimizador dos ganhos dos investidores, utilizando automaticamente o capital integralizado, como acontece na Ethereum, entretanto, com a maior eficiência do setor DeFi.

PancakeBunny (BUNNY)

PancakeBunny é também um agregador de rendimento financeiro descentralizado e funciona como otimizador tanto na Binance Smart Chain quanto na blockchain Ethereum. Seu market cap, isto é, capitalização de mercado, não é bilionário como os projetos anteriores, no entanto, o valor do seu token já beira os R$ 1000. 

O diferencial desse protocolo é que os “fazendeiros” da PancakeBunny, através de mono-contratos com outros usuários, têm a oportunidade de multiplicar seus tokens, atuando como operadores de pools, por meio das criptos delegadas a eles. 

Beefy.Finance (BIFI) 

A Beefy é outra ferramenta de otimização de rendimento na Binance Smart Chain, lançada em 2020, com o intuito de maximizar o retorno dos lucros nas atividades de farming nessa blockchain.

A delegação dos criptoativos a um pool de liquidez, nesse protocolo, é baseada em contratos inteligentes. O projeto visa criar suas ampliações em parceria com os detentores de seu token, como acontece com acionistas majoritários, no mercado financeiro centralizado. 

Como iniciar na Binance Smart Chain?

Depois de ver as propostas desses projetos inovadores, e saber da existência de vários outros dentro da blockchain da Binance, você decide que quer fazer parte desse promissor ecossistema. Então, siga os passo a seguir:

  1. Cadastre-se na plataforma da exchange da Binance, onde você pode negociar criptomoedas e acessar inúmeras ferramentas de investimentos descentralizados. Após o cadastro, você transfere o dinheiro que quer usar para a sua conta na Binance, através de várias opções de depósito. 

  1. Escolha uma carteira digital para interagir com os aplicativos na BSC. Há inúmeras opções no mercado, uma delas é a Binance Chain Wallet. Avalie e selecione o tipo que melhor se aplica a você.

 

  1. Transfira criptos para a Binance Smart Chain. As moedas em sua carteira digital podem ser transferidas para projetos específicos. Verifique se o projeto no qual você deseja investir usa token BEP-20 ou BEP-2. De qualquer forma, se o token que você possui é de padrão diferente, não se preocupe, existem maneiras de trocá-lo por outros que funcionarão em cada protocolo. 

Agora que você conhece os 5 maiores projetos da Binance Smart Chain, selecionamos alguns artigos para que você fique ainda mais por dentro do mundo das criptomoedas e tenha maior conhecimento do mercado. Confira abaixo: