Exchange
Blockchain e exchange de criptomoedas
Academy
Educação sobre blockchain e criptomoedas
Corretor
Soluções de plataformas de trading
Charity
Charity
Cloud
Soluções para exchanges corporativas
DEX
Troca de ativos rápida e segura
Labs
Incubadora dos melhores projetos de blockchain
Launchpad
Plataforma de lançamento de Tokens
Research
Análises e relatórios de nível institucional
Trust Wallet
Carteira de criptomoedas oficial da Binance
Compre Cripto
Mercados
Escaneie e faça o Download do App para iOS e Android
Download
English
USD
Blog Binance
Notícias e atualizações da maior exchange de criptomoedas do mundial
Bitcoin ou Bolsa de Valores? Qual é o melhor no momento?
2021-3-5


O mercado de ações, ou Bolsa de Valores, enfrentou um momento de incertezas mais intensas durante grande parte da pandemia global do Covid-19.

A insegurança na economia e fatores como a desvalorização das moedas tradicionais, tal qual o Dólar americano ou o Real, por exemplo, proporcionaram uma busca mais notória por investimentos alternativos, como o Bitcoin, ao invés de ativos tradicionais da Bolsa de Valores.

Diante da performance de 3%, que a Bolsa de Valores do Brasil, a B3, obteve em 2020, o BTC alcançou impressionantes 419% em valorização, no mesmo período.

Foi neste cenário que grandes investidores do mercado financeiro tradicional norte americano passaram a aceitar o Bitcoin, como uma alternativa para suas carteiras de investimento, colocando assim mais ainda o foco sobre as criptomoedas.

Ao considerar investir em Bitcoin, no entanto, é importante saber as características das criptomoedas e seu mercado, frente às ações da Bolsa de Valores, de uma forma que você possa decidir qual é a escolha certa para seus investimentos.

Características da Bolsa de Valores

O termo Bolsa de Valores refere-se aos mercados públicos que existem para investidores fornecerem capital a empresas que possam usá-lo para financiar e expandir seus negócios, e, em troca, essas mesmas entidades trazem algum retorno financeiro aos que as financiam.  

A Bolsa de Valores funciona então como intermediária entre interessados em investir seus capitais, e negócios, os quais evitando contrair dívidas e pagar juros sobre as mesmas, oferecem ações através desse canal que regula e supervisiona as transações financeiras que operam dentro dele.

Essas ações, por sua vez, representam a propriedade fracionada dessas empresas que participam desse mercado. Assim, basicamente, quem adquire ações de uma empresa pode se beneficiar delas de duas formas: recebendo periodicamente dividendos, isto é, a divisão de lucros baseada no investimento feito por cada acionista, à medida que o capital de uma empresa sobe, ou vendendo esses ativos quando seu preço for valorizado. 

O investidor também pode operar em conjunto na Bolsa, por meio de grupos de investidores chamados de fundos. Esta abordagem geralmente possui um gestor profissional que escolhe em quais instrumentos de mercado investir. 



Características do Mercado de Criptomoedas

O mercado para negociar Bitcoin e outras criptomoedas apresenta poucas barreiras regulatórias, quando comparado com a Bolsa de Valores.  

Um fator que distingue muito o mercado de criptomoedas, em relação àquele tradicional, é que no de moedas digitais, as transações não podem ser monitoradas da mesma forma que as transações com ações. O mundo das criptos preza muito mais pela privacidade.

Também, nas negociações criptográficas, existem dois tipos de trocas, as centralizadas e a descentralizadas. As centralizadas funcionam da mesma maneira que o mercado de ações. Um intermediário informa ordens de compra e venda entre interessados em alguma criptomoeda.  

A outra possibilidade possível, muito peculiar a esse mercado, é a descentralizada, onde não atua algum intermediário: o comprador e o vendedor definem os preços entre si e os contratos inteligentes se encarregam do restante.

Diferente das bolsas de valores, o mercado de criptomoedas não fecha. Isto quer dizer que, a qualquer momento, em qualquer dia do ano, é possível negociar criptoativos, enquanto nas bolsas, as negociações só podem ser feitas, geralmente, em horário comercial de dias úteis.

Para negociar Bitcoin ou outra cripto, o investidor também atua por meio de plataformas online. Nesse mercado, elas são chamadas de exchange ou também corretoras. Aqui, igualmente, não é necessário ser profissional, muito menos iniciar com altas quantias.

A Binance é um bom exemplo de exchange que, além de oferecer muitas vantagens ao cliente, disponibiliza uma série de tutoriais, que auxiliam o investidor a negociar Bitcoin com maior segurança.


Bitcoin ou Bolsa de Valores?

Uma vez compreendidas as particularidades de cada um desses dois mercados, entenda que as possibilidades de investimento, oferecidas em ambos, apresentam volatilidade, o que implica diretamente na possibilidade de existir um nível de risco. 

Mas, quais os riscos que cada um apresenta? E o que esses mercados têm ao seu favor, para que eu defina em qual devo investir?

O preço do Bitcoin continua chamando atenção do mundo dos investidores, devido à sua enorme valorização. No entanto, analisando os gráficos, é fácil perceber uma oscilação, nem sempre representando crescimento. O BTC pode se desvalorizar também, em grandes proporções, em curto prazo, provocando assim, pelo menos momentaneamente, perdas no investimento.

O crescimento de muitas ações, de maneira geral, não foi tão dramático, mas também está mais estável. Isto permite não apenas maior tranquilidade, mas maior segurança, em um prazo mais longo, de quanto se terá com o investimento.

Por um lado, o Bitcoin ainda é muito recente, fator que dificulta uma análise de mais longo prazo da flutuação do preço do ativo com base em dados históricos para definições e projeções mais precisas.

Com ações, mesmo havendo altos e baixos causando volatilidade, há mais suporte de longo prazo e histórico, para saber como os preços se comportam. Algumas ações são negociadas por décadas.

Mesmo que o desempenho futuro dos investimentos voláteis seja um tanto imprevisível, o histórico de um ativo dá uma margem de entendimento para fazer ou não uma aplicação.

E então, você deve ficar com a possibilidade de lucros maiores com o Bitcoin, ou a aparente maior segurança da Bolsa de Valores?

A resposta dessa pergunta só pode ser dada por cada pessoa individualmente. Ela tem a ver com o perfil de cada investidor, que pode variar entre um participante e outro, dentro do mesmo universo dos investimentos.

Para saber o seu perfil, e descobrir qual investimento é melhor para você, é preciso estar ciente sobre dois elementos fundamentais nos mercados financeiros. Saiba quais são eles agora.

Objetivos

É preciso estar consciente sobre o que se quer ao fazer qualquer investimento. Também, qual o prazo que se está disposto a esperar pelo retorno. Desta forma, estratégias bem elaboradas para longo prazo podem ser mais interessantes que menores lucros imediatos.

Tolerância aos Riscos

Você viu que tanto ativos quanto criptoativos são voláteis, o que faz com que estes tipos de investimento apresentem riscos de desvalorização de preço. Somente com uma compreensão realista de sua capacidade e disposição em tolerar grandes oscilações no valor dos ativos que você adquire fará com que você, movido por fatores emocionais, não negocie em momentos errados. 

É importante ressaltar que tanto o investimento em Bitcoin, quanto a Bolsa de Valores, exigem estudo e acompanhamento dos mercados de finanças. Estes tipos de oportunidades possuem fundamentos que devem ser analisados e considerados com seriedade, para que você obtenha o maior êxito possível.

 

Qual devo escolher?

Como os dois investimentos apresentados possuem características interessantes, compreenda que eles não são binários. Isto quer dizer que você não é obrigado a escolher apenas um ou outro.

Todo investidor consciente precisa diversificar sua carteira de investimentos. Este trabalho importante significa que você deve mesclar aquilo que você adquire nos mercados financeiros.

De forma segura, você pode escolher o quanto investir em BTC, ou outras criptomoedas, e os valores aplicados em ações ou outras ofertas da Bolsa de Valores. Com isto, os riscos são diminuídos, enquanto o lucro é potencializado. 

Agora que você já conhece melhor a diferença entre o mercado de criptomoedas e a bolsa de valores, continue aprendendo sobre outros conceitos do mercado financeiro em nosso blog. 


Clique nos links abaixo e siga adiante em sua jornada de conhecimento:


Siga a gente no Twitter, Instagram, Facebook e Youtube, e participe da nossa comunidade oficial no grupo Binance Português no Telegram para interagir com outros membros da comunidade!


Blog Binance
Notícias e atualizações da maior exchange de criptomoedas do mundial
Mar 05
2021
Bitcoin ou Bolsa de Valores? Qual é o melhor no momento?


O mercado de ações, ou Bolsa de Valores, enfrentou um momento de incertezas mais intensas durante grande parte da pandemia global do Covid-19.

A insegurança na economia e fatores como a desvalorização das moedas tradicionais, tal qual o Dólar americano ou o Real, por exemplo, proporcionaram uma busca mais notória por investimentos alternativos, como o Bitcoin, ao invés de ativos tradicionais da Bolsa de Valores.

Diante da performance de 3%, que a Bolsa de Valores do Brasil, a B3, obteve em 2020, o BTC alcançou impressionantes 419% em valorização, no mesmo período.

Foi neste cenário que grandes investidores do mercado financeiro tradicional norte americano passaram a aceitar o Bitcoin, como uma alternativa para suas carteiras de investimento, colocando assim mais ainda o foco sobre as criptomoedas.

Ao considerar investir em Bitcoin, no entanto, é importante saber as características das criptomoedas e seu mercado, frente às ações da Bolsa de Valores, de uma forma que você possa decidir qual é a escolha certa para seus investimentos.

Características da Bolsa de Valores

O termo Bolsa de Valores refere-se aos mercados públicos que existem para investidores fornecerem capital a empresas que possam usá-lo para financiar e expandir seus negócios, e, em troca, essas mesmas entidades trazem algum retorno financeiro aos que as financiam.  

A Bolsa de Valores funciona então como intermediária entre interessados em investir seus capitais, e negócios, os quais evitando contrair dívidas e pagar juros sobre as mesmas, oferecem ações através desse canal que regula e supervisiona as transações financeiras que operam dentro dele.

Essas ações, por sua vez, representam a propriedade fracionada dessas empresas que participam desse mercado. Assim, basicamente, quem adquire ações de uma empresa pode se beneficiar delas de duas formas: recebendo periodicamente dividendos, isto é, a divisão de lucros baseada no investimento feito por cada acionista, à medida que o capital de uma empresa sobe, ou vendendo esses ativos quando seu preço for valorizado. 

O investidor também pode operar em conjunto na Bolsa, por meio de grupos de investidores chamados de fundos. Esta abordagem geralmente possui um gestor profissional que escolhe em quais instrumentos de mercado investir. 



Características do Mercado de Criptomoedas

O mercado para negociar Bitcoin e outras criptomoedas apresenta poucas barreiras regulatórias, quando comparado com a Bolsa de Valores.  

Um fator que distingue muito o mercado de criptomoedas, em relação àquele tradicional, é que no de moedas digitais, as transações não podem ser monitoradas da mesma forma que as transações com ações. O mundo das criptos preza muito mais pela privacidade.

Também, nas negociações criptográficas, existem dois tipos de trocas, as centralizadas e a descentralizadas. As centralizadas funcionam da mesma maneira que o mercado de ações. Um intermediário informa ordens de compra e venda entre interessados em alguma criptomoeda.  

A outra possibilidade possível, muito peculiar a esse mercado, é a descentralizada, onde não atua algum intermediário: o comprador e o vendedor definem os preços entre si e os contratos inteligentes se encarregam do restante.

Diferente das bolsas de valores, o mercado de criptomoedas não fecha. Isto quer dizer que, a qualquer momento, em qualquer dia do ano, é possível negociar criptoativos, enquanto nas bolsas, as negociações só podem ser feitas, geralmente, em horário comercial de dias úteis.

Para negociar Bitcoin ou outra cripto, o investidor também atua por meio de plataformas online. Nesse mercado, elas são chamadas de exchange ou também corretoras. Aqui, igualmente, não é necessário ser profissional, muito menos iniciar com altas quantias.

A Binance é um bom exemplo de exchange que, além de oferecer muitas vantagens ao cliente, disponibiliza uma série de tutoriais, que auxiliam o investidor a negociar Bitcoin com maior segurança.


Bitcoin ou Bolsa de Valores?

Uma vez compreendidas as particularidades de cada um desses dois mercados, entenda que as possibilidades de investimento, oferecidas em ambos, apresentam volatilidade, o que implica diretamente na possibilidade de existir um nível de risco. 

Mas, quais os riscos que cada um apresenta? E o que esses mercados têm ao seu favor, para que eu defina em qual devo investir?

O preço do Bitcoin continua chamando atenção do mundo dos investidores, devido à sua enorme valorização. No entanto, analisando os gráficos, é fácil perceber uma oscilação, nem sempre representando crescimento. O BTC pode se desvalorizar também, em grandes proporções, em curto prazo, provocando assim, pelo menos momentaneamente, perdas no investimento.

O crescimento de muitas ações, de maneira geral, não foi tão dramático, mas também está mais estável. Isto permite não apenas maior tranquilidade, mas maior segurança, em um prazo mais longo, de quanto se terá com o investimento.

Por um lado, o Bitcoin ainda é muito recente, fator que dificulta uma análise de mais longo prazo da flutuação do preço do ativo com base em dados históricos para definições e projeções mais precisas.

Com ações, mesmo havendo altos e baixos causando volatilidade, há mais suporte de longo prazo e histórico, para saber como os preços se comportam. Algumas ações são negociadas por décadas.

Mesmo que o desempenho futuro dos investimentos voláteis seja um tanto imprevisível, o histórico de um ativo dá uma margem de entendimento para fazer ou não uma aplicação.

E então, você deve ficar com a possibilidade de lucros maiores com o Bitcoin, ou a aparente maior segurança da Bolsa de Valores?

A resposta dessa pergunta só pode ser dada por cada pessoa individualmente. Ela tem a ver com o perfil de cada investidor, que pode variar entre um participante e outro, dentro do mesmo universo dos investimentos.

Para saber o seu perfil, e descobrir qual investimento é melhor para você, é preciso estar ciente sobre dois elementos fundamentais nos mercados financeiros. Saiba quais são eles agora.

Objetivos

É preciso estar consciente sobre o que se quer ao fazer qualquer investimento. Também, qual o prazo que se está disposto a esperar pelo retorno. Desta forma, estratégias bem elaboradas para longo prazo podem ser mais interessantes que menores lucros imediatos.

Tolerância aos Riscos

Você viu que tanto ativos quanto criptoativos são voláteis, o que faz com que estes tipos de investimento apresentem riscos de desvalorização de preço. Somente com uma compreensão realista de sua capacidade e disposição em tolerar grandes oscilações no valor dos ativos que você adquire fará com que você, movido por fatores emocionais, não negocie em momentos errados. 

É importante ressaltar que tanto o investimento em Bitcoin, quanto a Bolsa de Valores, exigem estudo e acompanhamento dos mercados de finanças. Estes tipos de oportunidades possuem fundamentos que devem ser analisados e considerados com seriedade, para que você obtenha o maior êxito possível.

 

Qual devo escolher?

Como os dois investimentos apresentados possuem características interessantes, compreenda que eles não são binários. Isto quer dizer que você não é obrigado a escolher apenas um ou outro.

Todo investidor consciente precisa diversificar sua carteira de investimentos. Este trabalho importante significa que você deve mesclar aquilo que você adquire nos mercados financeiros.

De forma segura, você pode escolher o quanto investir em BTC, ou outras criptomoedas, e os valores aplicados em ações ou outras ofertas da Bolsa de Valores. Com isto, os riscos são diminuídos, enquanto o lucro é potencializado. 

Agora que você já conhece melhor a diferença entre o mercado de criptomoedas e a bolsa de valores, continue aprendendo sobre outros conceitos do mercado financeiro em nosso blog. 


Clique nos links abaixo e siga adiante em sua jornada de conhecimento:


Siga a gente no Twitter, Instagram, Facebook e Youtube, e participe da nossa comunidade oficial no grupo Binance Português no Telegram para interagir com outros membros da comunidade!